Marca Flex Eventos
Flex 30 Anos

Hospital Pró Criança Cardíaca

Projeto da RAF Arquitetura possui oito pavimentos voltados totalmente às crianças

Hospital Pró Criança Cardíaca

A Fundação Pró Criança Cardíaca, fundada pela Dra. Rosa Célia Barbosa, em 1996, tem o objetivo de atender às muitas crianças que necessitam de cuidados cardíacos de qualidade no Rio de Janeiro. Crianças menos favorecidas que nascem com problemas e precisam de cirurgia e, muitas vezes, não recebem o cuidado adequado em hospitais públicos, que geralmente carecem de recursos humanos e de infraestrutura especializada agora estão sendo assistidas, evitando um grande número de mortes de crianças carentes que, até então, não suportavam a espera por um tratamento.

Pensando nisso, a Dra. Rosa Célia traçou o objetivo de construir o Hospital Pró Criança Cardíaca, sobretudo para as crianças carentes do Rio de Janeiro e arredores. Misto de particular e público, o Hospital funciona de maneira que a parte lucrativa sustentará a parte sem fins lucrativos, para que continue servindo às famílias que necessitam e que já são atendidas através da Fundação Pró Criança Cardíaca.

Fruto de doações da sociedade e de empresários, o projeto também engajou a RAF Arquitetura, que atua em diversos setores, sendo a área de saúde um dos mais atuantes. Este, aliás, foi um dos motivos que levou o também arquiteto João Pedro Backheuser, voluntário e coautor do projeto Pró criança Cardíaca, a convidar a RAF para este projeto. “Depois de meses trabalhando, passamos a contribuir ao programa social do hospital, que junto com o INCA – Instituto Nacional de Câncer e ABBR – Associação Brasileira Beneficente de Reabilitação, faz parte do programa da ação social que a RAF apoia”, afirmou o arquiteto Flávio Kelner, um dos sócios da empresa.

Com o desafio de criar um hospital totalmente novo e voltado para crianças, elementos inusitados e alegres estão presentes em todo o projeto, desde a concepção da fachada, com elementos em aço, vidro e alumínio, até o detalhe das luminárias dos quartos. “Tudo foi pensado para criar ambientes com um alto astral e conforto”, disse Kelner. “O cliente (a Dra. Rosa Célia) é uma pessoa especial. Dela compreendemos uma razão humanitária de viver e trabalhar, e foi o que fizemos no projeto. O terreno com restrições urbanísticas, foi um grande desafio para adequar ao programa pretendido, mas conseguimos atender ao vasto programa, em oito pavimentos”, completou.